Projeto de Pesquisa



PROJETOS EM ANDAMENTO:


Impacto diferencial do nascimento pré-termo, risco clínico neonatal e estresse inicial no desenvolvimento, temperamento e comportamento: avaliação e intervenção

Descrição: Objetivo geral: examinar as relações entre o nascimento prematuro extremo, alto risco neonatal e estresse experimentado em contexto inicial de desenvolvimento e indicadores de desenvolvimento, temperamento e comportamento nos três primeiros anos de idade. Além disso, visa examinar a efetividade de programa de intervenção para promover práticas educativas positivas e prevenir problemas de desenvolvimento em crianças nascidas pré-termo e para promover a autorregulação e comportamento adaptativo posterior. Objetivos específicos: a) Comparar indicadores de temperamento e comportamento de crianças nascidas pré-termo e crianças nascidas a termo nos três primeiros anos de idade; b) Comparar indicadores de temperamento e comportamento, nos três primeiros anos de idade, de crianças nascidas pré-termo, em grupos diferenciados, respectivamente, pelo nível de prematuridade, pela presença de retinopatia da prematuridade e broncodisplasia pulmonar; c) Examinar as relações entre as condições de prematuridade, fatores clínicos associados, estresse neonatal, indicadores de temperamento e o comportamento da criança nos três primeiros anos de idade; d) Comparar o desenvolvimento inicial de crianças nascidas pré-termo com alto risco neonatal (com hemorragia intracraniana) com crianças nascidas a termo (grupo controle), no primeiro ano de idade; e) Examinar os fatores preditores do desenvolvimento inicial para paralisia cerebral, em amostra de crianças nascidas pré-termo com alto risco neonatal; f) avaliar a efetividade de um programa de intervenção de práticas educativas parentais positivas, aplicado em mães de crianças nascidas pré-termo. Metodologia: Serão realizados três estudos para atingir os objetivos específicos. A amostra total do presente projeto incluirá em torno de 200 crianças nascidas pré-termo, que passaram por internação na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTIN-HCFMRP-USP) e fazem parte do programa de follow-up de prematuros, e suas respectivas mães. Sub-amostras serão analisadas de acordo com os respectivos objetivos específicos. O projeto conta com aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Os problemas de desenvolvimento das crianças serão avaliados pela Bayley-III e GM – General Movements. Os problemas de comportamento serão avaliados pelo CBCL-Child Behavior Checklist e o temperamento da criança, pelo ECBQ – Early Childhood Behavior Questionnaire, e o temperamento da mãe, pelo ATQ- Adult Temperament Questionnaire, por meio de entrevistas com as mães. Para avaliação do estresse neonatal durante a internação na UTIN será utilizado o NISS – Neonatal Infant Stressor Scale. A história de saúde, do nascimento até o momento das avaliações das crianças, será obtida por meio da análise documental de prontuários médicos/enfermagem. Na intervenção com as mães será utilizado o Programa ACT – Parents Raising Safe Kids/ACT – Para educar Crianças em Ambientes Seguros da American Psychological Association. Na avaliação dos momentos antes e depois dos programas de intervenção serão utilizados os ECBQ e CBCL, assim como a avaliação do temperamento materno (ATQ – Adult Temperament Questionnaire) e das práticas educativas maternas (Avaliação ACT e PAFAS- Parenting and Families Adjustment Scales). Serão processadas as análises estatísticas descritiva, correlacional e inferencial. Para atender aos objetivos de comparação entre grupos serão utilizados os testes ANOVA/t-independente de Student ou Qui-Quadrado. Nas comparações intragrupo serão utilizados os testes t-pareado. Na análise de predição serão realizadas as regressões linear múltipla ou logística (dependendo natureza da variável de desfecho), com análises prévias de correlação e multicolinearidade. Os dados serão analisados pelo SPSS (versão 23.0); nível de significância p≤ 0,05.. 

Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . 
Integrantes: Maria Beatriz Martins Linhares – Coordenador / Renata Freitas Martins Zorzenon – Integrante / CASSIANO, RAFAELA G. M. – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.


Fortalecendo Laços: Avaliação do programa de intervenção em práticas educativas parentais e interação pais e filhos

Descrição: O Programa Fortalecendo Laços tem por objetivo desenvolver habilidades maternas orientadas para qualificar positivamente as interações entre as mães e os seus filhos em diferentes situações do contexto familiar, visando a promoção do desenvolvimento da criança na primeira infância (2 a 6 anos). O programa prevê trabalhar os conteúdos com as mães sob a forma presencial e por meio do envio de mensagens em videoclipes no smartphone das mães (Videocoaching à distância). O projeto Fortalecendo Laços foi apoiado pelo iLab Primeira Infância, uma iniciativa do Núcleo Ciência Pela Infância com apoio de Omidyar Network, Instituto Natura e Instituto Sonho Grande. O iLab faz parte do portfólio de inovação do FOI ? Frontiers of Innovation, que é uma plataforma de pesquisa e desenvolvimento do Center on the Developing Child da Universidade de Harvard. OBJETIVO: Desenvolver habilidades parentais orientadas para interações positivas entre as mães e crianças no contexto familiar. FOCO: Promoção do desenvolvimento da criança na primeira infância (2 a 6 anos). ESTRATÉGIA: Uma sessão presencial em grupo e envio de mensagens e 6 videoclipes por smartphone (Videocoaching à distância). Os vídeosclipes incluem animações e vídeos personalizados de cada participante do programa, com feedback positivo sobre a interação mae-criança, por meio de legendas e emojis. Inclui duas visitas domiciliares para filmar as interações entre mãe e criança. Atualmente está sendo desenvolvido um estudo avançado RCT. Fase 1 realizada de 2016-2018 (Piloto) e Fase 2 de 2019-2020 (RCT). 
 
Alunos envolvidos: Graduação: (1)



PROJETOS CONCLUÍDOS:


Avaliação da eficácia de um programa de intervenção preventiva em práticas educativas parentais

Descrição: O presente projeto engloba dois estudos interligados sobre intervenção universal sobre práticas educativas parentais para prevenção de violência e maus tratos. Um dos estudos visa avaliar a eficácia do Programa ACT para Educar Crianças em Ambientes Seguros para prevenção do tipo universal de maus tratos na infância no contexto familiar. O segundo estudo focalizará a aplicação do programa ACT em contextos de escolas públicas e privadas, visando trabalhar com amostras de famílias de diferentes níveis socioeconômicos. Além disso, serão analisadas as adaptações necessárias para a validação do ACT em amostras brasileiras.

Coordenadora:  Profa. Dra Maria Beatriz Martins Linhares Integrantes: Elisa Rachel Pisani Altafim / Maria Eduarda André Pedro / Lúcia Williams /  Júlia Silva.  
Financiador(es): American Psychological Association – Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – Bolsa.


Avaliação de indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses

Descrição: Avaliar indicadores de temperamento e comportamento de crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses, assim como examinar a associação desses indicadores entre si e com o temperamento materno. A amostra elegível para o estudo inclui 80 crianças nascidas pré-termo (< 37 semanas de idade gestacional) e muito baixo peso (<1.500g) com idade entre 18 a 36 meses, de ambos os sexos, e suas respectivas mães.. 

Integrantes: Maria Beatriz Martins Linhares – Coordenador / Cláudia Maria Gaspardo – Integrante / Fabíola Dantas A. Nobre – Integrante / Sofia Muniz Alves Gracioli – Integrante / Luciana Cosentino-Rocha – Integrante / Maria Eduarda André Pedro – Integrante / CASSIANO, R.G.M. – Integrante / Milena Fernandes Mata – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – Auxílio financeiro.


Temperamento, Atenção e Comportamento nos Processos Regulatórios do Desenvolvimento de Crianças Nascidas Pré-Termo

Descrição: Objetivo geral: Caracterizar e relacionar indicadores de temperamento, comportamento, cognição e atenção de crianças nascidas pré-termo com história de risco neonatal, visando compreender os processos regulatórios do seu desenvolvimento nas fases pré-escolar e escolar, contextualizados por variáveis pessoais da criança e da família. O projeto envolve três estudos com objetivos, amostras e procedimentos específicos, que serão integrados. Estudo 1: Objetivos específicos: a) Comparar dois grupos de crianças nascidas pré-termo, sendo um Pré-termo Extremo (< 30 semanas de idade gestacional-IG) e Pré-termo Moderado ≥ 32 semanas IG), quanto aos indicadores de temperamento e comportamento na fase de 18 a 36 meses; b) Avaliar o efeito preditor do nascimento prematuro extremo das características de temperamento da criança e da mãe, assim como os indicadores do cuidado diário materno, no comportamento da criança.  Estudo 2: Objetivos específicos: a) Avaliar o temperamento de crianças na fase de 18-36 meses, por meio de questionários aplicados com as mães e da observação direta do comportamento da criança em uma situação de interação mãe-criança; b) Comparar os indicadores do temperamento de crianças nascidas pré-termo com os das crianças nascidas a termo. Projeto colaborativo com M. Gartstein (Washington State University/USA) e S. Putnan (Bowdoin College/USA): Toddlers and their Developmental Niche: Eploring parental perce. 

Integrantes: Maria Beatriz Martins Linhares – Coordenador / Martinez F E – Integrante / Cláudia Maria Gaspardo – Integrante / Fabíola Dantas A. Nobre – Integrante / Beatriz Oliveira Valeri – Integrante / Rafaela Guilherme Monte Cassiano – Integrante / Sofia Muniz Alves Gracioli – Integrante / Luciana Cosentino-Rocha – Integrante / Maria Eduarda André Pedro – Integrante / Thatiane Vichiato Breda – Integrante / Doane Servidone – Integrante / Maria Luisa Dantas – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – Bolsa.


Programa HC criança sem dor/ Childkind Initiative

Descrição: Identificar diferentes aspectos multidimensionais da dor em crianças e neonatos, avaliar as respostas de dor utilizando instrumentos validados para avaliação da dor e manejar a dor de acordo com protocolos sistematizados de intervenções farmacológcas e não-farmacológicas, que são baseados em evidências científicas. Para atingir este objetivo, serão realizadas inicialmente as seguintes etapas : Etapa 1: Sensibilização para a Pesquisa- Ação sobre dor e identiicação de colaboradores ( já realizada em janeiro de 2009); Etapa 2: Mapeamento da Dor Pediátrica no HCFMRP/USP; Etapa 3: Avaliar o conhecimento e as atitudes dos profissionais de saúde para avaliar e tratar a dor pediatrica no HCFMRP/USP; Etapa 4: Aumentar o conhecimento científico e fortalecer/modificar as atitudes dos profissionais de saúde com relação ao manejo da dor pediátrica. Etapa 5: Desenvolver políticas específicas para prevenção e tratamento da dor da criança no HCFMRP/USP.

Integrantes: Maria Beatriz Martins Linhares – Coordenador / Martinez F E – Integrante / Carolina Araújo Rodrigues Funayama – Integrante / Luzia Iara Pfeifer – Integrante / José Geraldo Speciali – Integrante / Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti – Integrante / Fernanda Nascimento Pereira Doca – Integrante / Hélio Rubens Machado – Integrante / Yvone Avalloni M. V. de Andrade Vicente – Integrante / Jyrson Guilherme Klamt – Integrante / Luci Romero Grupioni Rossi – Integrante / Rafaela Guilherme Monte Cassiano – Integrante.
Financiador(es): Global Health Research Initiative – Canadian Institutes of Health Research – Outra.