O Programa Fortalecendo Laços tem por objetivo desenvolver habilidades maternas orientadas para qualificar positivamente as interações entre as mães e os seus filhos em diferentes situações do contexto familiar, visando a promoção do desenvolvimento da criança na primeira infância (2 a 6 anos). O programa prevê trabalhar os conteúdos com as mães sob a forma presencial e por meio do envio de mensagens em videoclipes no smartphone das mães (Videocoaching à distância).

O projeto Fortalecendo Laços foi apoiado pelo iLab Primeira Infância, uma iniciativa do Núcleo Ciência Pela Infância com apoio de Omidyar Network, Instituto Natura e Instituto Sonho Grande. O iLab faz parte do portfólio de inovação do FOI – Frontiers of Innovation, que é uma plataforma de pesquisa e desenvolvimento do Center on the Developing Child da Universidade de Harvard.

OBJETIVO:  Desenvolver habilidades parentais orientadas para interações positivas  entre as  mães e crianças no contexto familiar.

FOCO: Promoção do desenvolvimento da criança na primeira infância (2 a 6 anos).

ESTRATÉGIA: Uma sessão presencial em grupo e envio de mensagens e 6 videoclipes por smartphone (Videocoaching à distância). Os vídeosclipes incluem animações e vídeos personalizados de cada participante do programa, com feedback positivo sobre a interação mae-criança, por meio de legendas e emojis.

Conceitos abordados no programa

RECIPROCIDADE – Quando os pais agem com reciprocidade realizam uma atividade junto com a criança. Conversam, trocam ideias e buscam soluções sempre em conjunto. É uma parceria! Um ajudando ao outro. Lembre-se que a maneira como você age com o seu filho é um modelo para ele. As crianças copiam e imitam os adultos.

RESPONSIVIDADE – Pais responsivos são cuidadosos e amorosos mostram-se presentes e disponíveis às necessidades, falas e aos sinais das crianças. Ao agir com responsividade os pais encorajam a criança a continuar comunicando suas necessidades e seus interesses, o que irá auxiliá-la no seu desenvolvimento e na aprendizagem.

DIRETIVIDADE – Quando os pais agem com diretividade ajudam e ensinam a criança a avançar sem tirar a sua autonomia. Os pais podem ajudar com mais direção e exemplos, para depois a criança fazer sozinha. Cuidado para não fazer a atividade pela criança e tirar a oportunidade de aprendizado.

Autoras do Programa Fortalecendo Laços  

Profa. Dra. Maria Beatriz Martins Linhares

Psicóloga; Especialista em Psicologia Clínica Infantil e Psicologia Hospitalar; Mestre em Educação Especial (UFSCar); Doutorado em Psicologia Experimental (IP-USP); Pós-Doutorado  na University of British Columbia (Canadá); Professora Associada, Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo; Professora da Disciplina de Psicologia do Desenvolvimento; Coordenadora do Laboratório de Pesquisa em Prevenção de Problemas de Desenvolvimento e Comportamento da Criança; Pesquisadora do CNPq, nível 1-A; Orientadora de Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado nos programas de PG em Psicologia (FFCLRP-USP) e Saúde Mental (FMRP-USP); Coordenadora do Serviço de Psicologia Pediátrica e do Ambulatório de Psicologia Infantil do Hospital das Clínicas da FMRPUSP; Membro do Núcleo de Ciência pela Infância – NCPI; Coordenadora de Cursos de Aprimoramento Profissional nas áreas de Psicologia do Desenvolvimento na área da Saúde e Psicopedagogia; Coordenadora em Ribeirão Preto do Núcleo de treinamento de facilitadores Programa ACT-para educar crianças em ambientes seguros (Acordo entre USP e APA); Coordenou o Projeto de Extensão “Promoção do desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos: intervenções educativas para pais e profissionais da saúde”, financiado pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal; Experiência de pesquisa, ensino e extensão na área de Psicologia do Desenvolvimento e fatores de risco e proteção.

 

Elisa Rachel Pisani Altafim

Psicóloga; Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem UNESP, Doutora em Saúde Mental da FMRP/USP (Bolsista FAPESP), sob orientação da Profa. Dra. Maria Beatriz Martins Linhares, com o período do Doutorado Sanduiche realizado na Universidade de Harvard Graduate School of Education; atualmente é facilitadora certificada pela American Psychological Association e participa de pesquisas relacionadas ao Programa ACT Para Educar Crianças em Ambientes Seguros, no LAPREDES-FMRP/USP; participou do Projeto de Extensão “Promoção do desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos: intervenções educativas para pais e profissionais da saúde”, financiado pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal. Experiência de pesquisa e extensão na área de Psicologia do Desenvolvimento e fatores de risco e proteção.

 

Cláudia Maria Gaspardo

Psicóloga; Aprimoramento profissional em Psicologia do Desenvolvimento na Área da Saúde; Mestre e Doutore em Saúde Mental (FMRP-USP), Bolsa FAPESP. Atualmente Pós-doutoranda no Programa de Pós-graduação em Saúde Mental da FMRP/USP, Bolsa PNPD-CAPES. Atuou como Psicóloga do Setor de Neonatologia do Departamento de Puericultura e Pediatria do HC-FMRP/USP (2005-2013). Atualmente atua como pesquisadora, docente-colaboradora e co-orientadora no Laboratório de Pesquisa em Prevenção de Problemas de Desenvolvimento e Comportamento da Criança (LAPREDES-FMRP/USP), sob orientação da Profa. Dra. Maria Beatriz Martins Linhares. Participou do Projeto de Extensão “Promoção do desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos: intervenções educativas para pais e profissionais da saúde”, financiado pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal. Experiência de pesquisa, ensino e extensão na área de Psicologia do Desenvolvimento e fatores de risco e proteção.

 

Rebeca Cristina de Oliveira

Psicóloga, graduada pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP). Desenvolveu pesquisa como aluna de Iniciação Científica (Bolsa Programa Unificado de Bolsas de Estudo para Estudantes de Graduação), sob orientação da Profa. Dra. Maria Beatriz Martins Linhares. Desenvolve pesquisa junto ao Laboratório de Pesquisa em Prevenção de Problemas de Desenvolvimento e Comportamento da Criança (LAPREDES), da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Participou do Projeto de Extensão “Promoção do desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos: intervenções educativas para pais e profissionais da saúde”, financiado pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

 

EQUIPE DE PRODUÇÃO DOS VÍDEOS ANIMADOS (Templates e Pacote Gráfico)

Maria Fernanda Linhares – Gerente de projeto da Produção dos vídeos animados

Bruno Cesar Jorri e Tiago Garcia de Souza – Animadores

Leonardo Kary Francisconi – Ilustrador

Caroline Bonani Pedroso – Locutora